Vem aí o distritão

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa mudanças nas regras eleitorais aprovou, na madrugada desta quinta-feira, o voto majoritário para deputados federais e estaduais e para vereadores nas eleições de 2018 e 2020. É o chamado “distritão”.

Segundo a Agência Câmara, houve divergências entre os integrantes da comissão especial tanto que a votação foi 17 votos a 15.

De autoria do PMDB, a proposta teve o apoio do PSDB, DEM e PP. Foram contra os deputados do PT, do PCdoB, do Psol, do PHS e do PR.

O “distritão” tem que ser aprovado pelo plenário para prevalecer para as eleições do ano que vem.

Distritão

Pelo “distritão”, são eleitos para o Legislativo os candidatos mais votados em uma determinada região do País. Não serão levados em conta os votos recebidos pelo conjunto dos candidatos do partido, como é o sistema proporcional adotado hoje.

Segundo ainda a Agência Câmara, pelo texto aprovado na comissão, a partir de 2022, o sistema para eleição no Legislativo será distrital misto, em que metade dos deputados federais e estaduais e dos vereadores serão eleitos pelo sistema de listas e metade pelo voto majoritário distrital. O “distritão”, portanto, será um modelo de transição ao sistema distrital misto.

Fonte: Roseli Abrão

Poste suas ideias