Tribunal solta os nove Militares que metralharam carro de família no Rio

O Superior Tribunal Militar, última instância da Justiça Militar no País, colocou em liberdade nesta quinta-feira 23 os nove militares do Exército que estavam presos pela morte do músico Evaldo Rosa e do catador Luciano Macedo em Guadalupe, no Rio de Janeiro. A maioria da Corte entendeu que eles não apresentam ameaças e não vão atrapalhar o processo.

A equipe das Forças Armadas disparou pelo menos 200 vezes contra o carro da família de Evaldo, em 7 de abril, matando o músico na hora, alvo de nove tiros. Apenas o tenente Ítalo Romualdo, que comandava a tropa, disparou 77 vezes. A informação foi revelada pela ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, do STM, durante julgamento de um pedido de habeas corpus feito pela defesa dos acusados.

A família ia para um chá de bebê quando foi atingida. Luciano chegou a ir para o hospital, mas não resistiu e morreu no dia 18.

Fonte: Brasil 247