Pior que tá não fica?

Dono do bordão “Vote no Tiririca, pior que tá não fica”, o deputado resolveu inovar no traje de trabalho.
Trocou os papeis e vestiu a roupa de palhaço para ir à Câmara, justificou dizendo que está “no clima da Copa”, provando que o Congresso Nacional sempre tem jeito de piorar um pouco.

Fonte: Fábio Campana