Os cunhados na família Barros

Imagem blogchikjeitoso

No troca-troca de cunhados na família Barros quem está em desvantagem até agora é o deputado federal, Ricardo Barros.

Ele colocou na administração de Cida Borghetti o próprio irmão, Silvio Barros, que ocupa a estratégica secretaria de Desenvolvimento Urbano. Para se ter uma ideia da importância desse cargo, cujas funções se espalham pelo Paraná inteiro, foi ocupada pelo deputado Ratinho Jr. durante 3 anos no governo Beto Richa, quando Ratinho ainda era considerado um importante aliado para disputar o Palácio Iguaçu.

Sempre apontado com o verdadeiro cérebro da família Barros, Silvio foi prefeito de Maringá duas vezes e perdeu a última eleição. Agora trabalha com projetos e ideias para transformar a gestão de 9 meses da gestão familiar no Governo em 9 anos. Um cunhado, deveras importante.

Em troca, a governadora-candidata ofereceu seu irmão caçula, Juliano Borghetti, para ocupar um cargo no governo quando ainda era vice-governadora de Beto Richa. Sem saber o que fazer com Juliano – pivô de uma briga monumental de torcidas no estádio de Joinville, num jogo do Atlético Paranaense – o deputado Ricardo Barros empregou-o na empresa Valor em troca de um emprego público para uma aliada do agora principal delator da Operação Quadro Negro.

Esta operação é que investiga o suposto desvio de R$ 20 milhões dos recursos de escolas públicas para a campanha de reeleição de Beto Richa. Na segunda-feira (14), o delator Eduardo Lopes Souza trouxe novamente a história de Juliano Borghetti à tona e constrangeu a família Barros.

Portanto, em termos de cunhado, Cida Borghetti ainda está ganhado com Silvio Barros.

Fonte: Blog contraponto