Não ofende

Será que o governador Beto Richa tem consciência que, ao acabar com a Orquestra Sinfônica do Paraná, está destruindo um legado de seu pai?

A Orquestra Sinfônica foi criada pelo então governador José Richa em maio de 1985 e, agora, no “pacotaço” em análise na Assembleia Legislativa, seu filho propõe a extinção de todos os cargos que vagarem, o que na prática, põe fim a orquestra.

Richa acena com a contratação de músicos pela Palco Paraná, mas para integrantes da Orquestra esta organização se tornará, na verdade, numa agência de eventos.

Fonte: Blog Roseli Abrão

Poste suas ideias