MPF pede pena mais alta para Lula por sítio de Atibaia

Parecer foi enviado pelo Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul ao TRF-4, que julgará o ex-presidente em segunda instância no processo; na primeira instância, a juíza Gabriela Hardt condenou Lula a 12 anos e 11 meses de prisão

O Ministério Público Federal pediu ao Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4) que aumente a pena do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia. O órgão no Estado enviou um parecer ao tribunal, que julgará o ex-presidente em segunda instância neste caso.

Na primeira instância, a juíza Gabriela Hardt, que substituiu temporariamente Sergio Moro na 13a Vara da Justiça Federal de Curitiba quando o ex-juiz aceitou o cargo de ministro do governo Bolsonaro, condenou Lula a 12 anos e 11 meses de prisão, admitindo ter copiado a sentença de Moro no caso do triplex, pelo qual Lula havia sido condenado antes.

Fonte: Brasil 247