Flávio Bolsonaro ataca MP e pede fim de investigação sobre Queiroz

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) atacou neste domingo (12) como ilegal a investigação que o Ministério Público faz sobre desvio de recursos públicos que ele praticou em parceria com seu assessor Fabrício Queiroz e pediu o fim da apuração: “Não tem outro caminho para a investigação a não ser ela ser arquivada”, disse em entrevista.

O Ministério Público investiga uma movimentação financeira de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz enquanto ele trabalhava no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio.

O filho de Jair Bolsonaro se mostrou particularmente preocupado com a possibilidade de o Ministério Público pedir a quebra de seu sigilo bancário. O senador chama de “cagada” a divulgação de seu extrato bancário pela televisão.

No mês passado, a Justiça já tinha negado pedido do senador para suspender a investigação.

Flávio Bolsonaro diz que desconhece o paradeiro de de Queiroz, que se encontra fugitivo. “Não sei onde ele está, não tenho informação da família, não sei nada.” Ele confirma que confiava no ex-funcionário e agora, depois da denúncia da parceria dos dois na prática de atos ilegais, aponta que Queiroz “não é merecedor” da sua confiança.

Fonte: Brasil 247