Deputado pode usar tornozeleira

Se o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) pode usar tornozeleira eletrônica na Câmara dos Deputados. Ao pedir o recolhimento noturno do irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, requereu monitoramento eletrônico.

“Em relação a Lúcio Quadros Vieira Lima, o caso é de recolhimento domiciliar noturno e nos dias de folga, com monitoração eletrônica. Só em patrimônio, ele declarou ao TSE nas eleições de 2014, o equivalente a R$ 7.720 882,46”, pediu Raquel Dodge.

Lúcio, Geddel, a mãe Marluce Vieira Lima e os ex-secretários parlamentares, Job Ribeiro Brandão e Gustavo Pedreira do Couto Ferraz e o empresário Luiz Fernando Machado da Costa Filho foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República. A acusação está ligada ao bunker dos R$ 51 milhões em Salvador.

Fonte: Bem Paraná

Poste suas ideias