Defesa Civil prepara hospitais para colaboração em rede

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Vinte e seis hospitais da capital já aderiram ao Plano de Auxílio Mútuo (PAM) organizado pela Defesa Civil. A iniciativa voltada especificamente aos hospitais é inédita no Brasil.

O foco do PAM é que, a partir de protocolos e treinamentos, os hospitais da cidade estejam integrados e aptos para prestarem auxílio mútuo rápido e eficaz em casos de situações de emergência que extrapolem a capacidade de atendimento individual, como um incêndio, alagamento e destruição das estruturas após chuvas intensas.

“É uma ação de vanguarda, que esperamos consolidar e instigar outras cidades a produzir modelos semelhantes”, afirmou o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Após as tratativas formais iniciais, o grupo dará início às atividades de preparação, que incluem regulamento, plano de ação detalhado, auxílio no treinamento dos brigadistas e simulados de grande porte.

Com a integração, o objetivo é que rapidamente se saiba os locais onde haja vagas e quais profissionais podem ser deslocados para determinada situação. Outra ideia é montar um hospital de campanha, com tendas próximas ao local da emergência, para o primeiro atendimento até o encaminhamento a um hospital integrado ao PAM.

Projeto
A ideia surgiu em reuniões prévias entre a Defesa Civil e o Hospital São Vicente, após a queda de granizo que atingiu a cidade em setembro. Naquele mês, um incêndio de grandes proporções provocou a morte de dezenas de pessoas no Hospital Badim, no Rio de Janeiro.

A preparação vai incluir situações de apoio a emergências que ocorram fora dos hospitais também.

“Vivemos em um mundo em que é necessário trabalhar em rede. Essa atuação faz parte da construção de uma cidade resiliente”, aponta o coordenador da Defesa Civil, Nelson Ribeiro.

Instituições interessadas em integrar o PAM dos Hospitais podem entrar em contato com a Defesa Civil pelo email defesacivil@smds.curitiba.pr.gov.br.

Áreas de atuação
Composta por guardas municipais, a Defesa Civil de Curitiba é responsável por organizar toda a estrutura de materiais e de recursos humanos, das mais diversas áreas, que prestará atendimento à população em situações de emergência.

Os profissionais da Defesa Civil atuam em cinco frentes: prevenção, preparação, mitigação, resposta e recuperação. “O trabalho de preparação é fundamental para que, durante o evento emergencial, todas as pontas da rede sejam acionadas para prestar socorro ágil e eficiente, diminuindo impactos e restabelecendo a normalidade no menor tempo possível”.

Participaram do lançamento do PAM dos Hospitais, nesta quarta-feira (11/12), o diretor-presidente do Hospital São Vicente, Charles London; o diretor do departamento de Urgência e Emergência de Curitiba, Pedro Almeida; o subcomandante do 1º Grupamento dos Bombeiros (GB), major Fábio Félix Pedroso; o subcomandante do 7º GB, major Mário Sérgio Garcez da Silva; o diretor do Hospital Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro; o chefe do núcleo Santa Felicidade da Guarda Municipal, João Batista dos Santos; e o administrador regional do Portão/Fazendinha, Gerson Gunha.

Fonte: Prefeitura de Curitiba