A dança dos nomes

Volta e meia se fala em dança de partidos, mas o que está na moda, agora, é a “dança dos nomes”: partidos políticos pedindo autorização da Justiça Eleitoral para trocar de nomes.

O primeiro a mudar de nominação foi o PFL que virou Democratas, ou simplesmente DEM. Mais recentemente, o PTN, que abriga o senador paraanese Alvaro Dias, agora é “Podemos”.

Há no Tribunal Superior Eleitoral muitos pedidos neste sentido. Segundo o TSE, o PSDC – Partido Social Democrata Cristão, pediu para alterar o nome da legenda para “Democracia Cristã”.

Além do pedido do PSDC, tramita no TSE requerimento do Partido Trabalhista do Brasil (PT do B) para mudar o nome da sigla para “Avante”.

Outro partido que quer mudar de nome é o Partido Ecológico Nacional – PEN – que quer se tornar “Patriótas” para abrigar o presidenciável Jair Bolsonaro.

Abolindo o “P” das siglas, já foram criados a Rede Sustentabilidade, da ex-presidenciável Marina Silva; e o Solidariedade, que abriga o paranaense Fernando Francischini.

Fonte: Blog Roseli Abrão

Poste suas ideias