Curitiba lança aplicativo de táxi com desconto de até 40% e incentivo para veículos elétricos

Foto: Levy Ferreira/SMCS

O prefeito Rafael Greca anunciou nesta terça-feira (26/11) medidas que vão beneficiar os taxistas da capital. A principal delas é o Urbs Táxi Curitiba, aplicativo de transporte de táxi que vai reunir os 3,8 mil taxistas cadastrados na cidade e possibilitar descontos de até 40% sobre o valor do taxímetro.

O prefeito anunciou ainda a isenção do pagamento da outorga para taxis elétricos e o parcelamento da licença para os taxistas em dez vezes a partir de 2020. “Me incomodava o fato de os táxis terem perdido espaço para os aplicativos particulares”, disse.

“Hoje cumprimos o prometido e levamos a modernidade para o setor, para que os motoristas entrem em condição de igualdade na era da economia disruptiva dos aplicativos”, afirmou Greca.

O Urbs Táxi Curitiba é o quinto aplicativo do município, que já conta com o Curitiba App, o Curitiba 156, o Saúde Já e o Nota Curitibana. O aplicativo estará disponível nos próximos dias para download gratuito na Google Play Store e na Apple Store para plataformas Android e iOS respectivamente

Aplicativo
Para o cidadão, o funcionamento é o mesmo dos demais aplicativos privados de transporte, como Uber, 99 e Cabify. O passageiro define o endereço de destino e como deseja pagar, com dinheiro, cartão de débito ou crédito. Depois é só confirmar a solicitação e aguardar o carro chegar.

A maior diferença é que o passageiro faz corridas seguras, com motoristas licenciados, cadastrados e fiscalizados pela Prefeitura de Curitiba por meio da Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia o serviço no município. A Urbs não terá ganho e nem custo com o serviço.

Desconto
Pelo Urbs Táxi Curitiba será possível obter descontos de até 40% no valor do taxímetro. Os motoristas também poderão optar por não cobrar o valor da bandeirada, de R$ 5,40, para passageiros que estiverem a menos de um quilômetro de distância.

Com o aplicativo, os taxistas estarão conectados com a Urbs, o que vai garantir mais segurança e confiabilidade ao usuário.

“Trata-se de mais uma opção para o passageiro, que poderá ter à disposição uma nova alternativa. Os taxistas, por sua vez, ganharão competitividade no mercado, com opções de descontos que devem garantir um volume maior de corridas. A Urbs poderá gerenciar esse serviço, orientando para os taxistas, por exemplo, para locais de maior demanda, como shows e eventos”, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

O aplicativo oferece duas formas de chamado: pelo taxímetro e pelo preço fixo. No taxímetro, o motorista poderá conceder descontos de 10%, 20%, 30% e no 40% no valor da corrida.

Pelo preço fixo, o passageiro verá uma estimativa do valor final da corrida. Nessa modalidade se a estimativa antes de ele chamar a corrida estiver acusando R$ 10, permanecerá o valor de R$ 10, independente do trânsito ou tempo de deslocamento.

“Os taxistas que derem 30% a 40% de desconto irão ser altamente chamados. Na prática no Rio e São Paulo, onde já funcionam aplicativos de táxi, vemos um imenso uso dos táxis das prefeituras em horários de pico, já que taxistas têm os pontos na cidade e geralmente estão mais próximos do passageiro. Com os descontos chegando até 40%, a população acaba optando pelo aplicativo da cidade, por saber que o táxi não tem tarifa dinâmica independente do horário”, diz Andre Colares, CEO da Infosist, empresa vencedora da concorrência pública para o desenvolvimento do aplicativo.

A margem de ganho do aplicativo é 1,89%, contra em média de 25% das opções privadas, o que deve garantir maior rentabilidade para o motorista.

O aplicativo contará com as categorias regulamentares da cidade, como o táxi normal, executivo e adaptado para necessidades especiais. Apenas o táxi executivo (cor preta) irá ter um preço acima da categoria normal. Também haverá as opções de taxista mulher e da categoria SUV (utilitários), pelo preço normal.

“Vamos parear a disputa dos táxis com os aplicativos. Perdemos mercado nos últimos anos. Agora poderemos aumentar o número de corridas”, diz Simone Gastaldi Silveira, que é motorista há 23 anos na capital.

Motorista há 25 anos, Luiz Carlos Malaquias, diretor financeiro do Sindicato dos Taxistas do Paraná (SindiTaxi), diz que os taxistas vão voltar a ter competitividade no mercado. “É uma medida muito boa para a categoria”, elogiou.

Táxi Elétrico
Greca também assinou decreto que isenta do pagamento de outorga os táxis de veículos elétricos. A medida é para incentivar o uso de tecnologias de mobilidade menos poluentes na cidade.

Recentemente, a Prefeitura já isentou a cobrança de Estacionamento Regulamentado (EstaR) desses veículos. O decreto de isenção da outorga deve entrar em vigor em 2020. Também para o próximo ano, o taxista poderá parcelar, no cartão de crédito, o valor da licença em dez vezes. Atualmente são quatro parcelas.

Presenças
Participaram do anúncio das medidas para os taxistas o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, a procuradora geral do município, Vanessa Volpi, o gestor da área de táxi e transporte comercial da Urbs, Alessandro Cesar de Souza Alves, o representante da Infosist, Francisco Guerios, taxistas e representantes de centrais de táxi.

Medidas que beneficiaram a categoria nessa gestão
Aumento da vida útil do veículo de 5 anos para 7 anos
Flexibilização do traje social
Taxa de outorga anual de R$ 1.350,00 em quatro vezes (era em duas vezes)
Possibilidade de parar o táxi por até 24 meses sem perder concessão (com pagamento de outorga)
Utilização de bandeira 1 em dezembro (obrigatório bandeira 2)
Carteira de condutor teve validade prorrogada de um para dois anos
Taxa de Transferência pode ser paga em até 10 vezes
Parcelamento de débitos com a Urbs em até 12 vezes, permitindo que taxistas que se encontravam em situação irregular e vinham sendo autuados sempre que flagrados pela fiscalização pudessem trabalhar sem medo
Decreto de publicidade para viabilizar um acréscimo nos rendimentos da categoria
Criação de novos pontos de táxi: atendendo a demandas foram criados 21 novos pontos, com a implantação de mais 60 vagas ao sistema
As inspeções e abordagens passaram a ser realizadas com o uso do smartphone, possibilitando agilidade e confiabilidade nas informações
Fiscalização em eventos: equipes de fiscalização atendem eventos de grande porte no Município e promovendo apoio à Setran e transporte coletivo nesses locais
Transporte clandestino: a Urbs massificou, com apoio da Setran e da Guarda Municipal, a participação em fiscalizações ao transporte irregular. Foram 1.863 abordagens em 2019

Fonte: Prefeitura de Curitiba