Aulão do ENEM na Assembleia Legislativa acontece nesta terça-feira (13)

Foto: Dálie Felberg/Alep

Nesta reta final dos preparativos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, mais de 700 estudantes da rede pública devem participar de um “aulão” especial que acontecerá nesta terça-feira (13) no plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A atividade faz parte das ações do “Assembleia no Enem”, projeto desenvolvido pela Diretoria de Comunicação da Alep e que disponibiliza gratuitamente mais de 500 videoaulas com conteúdos que contribuem para melhorar o desempenho no exame, abrindo as portas para o ingresso no ensino superior.

Os professores da ONG Instituto Educacional Eureka, parceira do projeto, vão apresentar no “aulão” questões e dicas sobre as provas do Enem. Alguns exercícios serão, inclusive, resolvidos em conjunto. Em 2018, com o plenário lotado de estudantes que vieram para o “aulão”, o deputado Ademar Traiano (PSDB), falou sobre a importância deste projeto: “Como resultado de uma parceria com o Eureka estamos propiciando aos alunos conhecerem a Assembleia. A presença de estudantes enriquece a nossa Casa. E desde que assumi a Presidência, escancarei as portas da instituição, principalmente para os jovens. Com este ‘aulão’ estamos saindo da retórica e efetivamente contribuindo com a educação do Paraná”, disse.

O aulão será transmitido ao vivo pela TV Assembleia e pelas redes sociais do Legislativo. Assim, alunos de todos os cantos do país poderão acompanhar.

Colégios- Na última sexta-feira (09), o professor Marlus Gerossano, coordenador da ONG Instituto Educacional Eureka, esteve no Colégio Estadual Jayme Canet, no bairro Xaxim em Curitiba, para conversar com os alunos sobre o aulão na Assembleia e, também, passar algumas dicas da prova do Enem para os alunos. Essas visitas nos colégios têm sido frequente para o professor, que até novembro passará por mais de 170 colégios públicos de Curitiba, dentro do projeto Assembleia no Enem, para levar dicas essenciais aos alunos.

Cerca de 170 alunos do colégio participaram de uma aula e discutiram a importância de uma boa preparação para o Exame, como técnicas para a elaboração de texto para a redação e a rotina diária de estudos para ir bem na prova.

A estudante Gabrielly Viana, que pretende estudar Odontologia, foi uma dar participantes e disse que a inciativa é importante para os alunos. “A questão de redação no Enem é a que mais conta e acredito que as dicas vão ajudar bastante”.

O projeto – O projeto Assembleia no Enem começou em 2016, quando a Diretoria de Comunicação passou a exibir na TV Assembleia aulas de preparação para o Enem, ministradas pelos professores da ONG Instituto Educacional Eureka. Além das aulas, surgiu a ideia inédita no país de promover um aulão no plenário da Assembleia. A iniciativa foi um sucesso e já foram realizados 4 aulões, com a presença de mais de 2500 alunos, transmitidos ao vivo pela TV Assembleia e redes sociais do legislativo paranaense.

Também foi produzido um site próprio do Programa (http://www.assembleia.pr.leg.br/assembleia_no_enem/) para que os alunos possam estudar, com as 500 videoaulas, que também são exibidas pela TV Assembleia. Além disto, a Diretoria de Comunicação produziu e distribuiu 3000 apostilas de exercícios. No site do projeto estão disponíveis apostilas online, com exercícios de provas anteriores do ENEM que podem ser baixadas para a resolução dos exercícios.

Também dentro da proposta do projeto Assembleia no Enem, em 2016 a Assembleia Legislativa promoveu o 1º Concurso de Redação, que mobilizou 50 mil alunos das escolas públicas de Curitiba. Estudantes das 132 escolas estaduais participaram do concurso com o tema: ”Como o cidadão pode participar de maneira efetiva das discussões e da elaboração de projetos de lei na Assembleia Legislativa do Paraná?”.

O programa Assembleia no Enem tem ainda o apoio do Núcleo Regional de Educação de Curitiba da Secretaria de Estado da Educação (SEED) e do Grupo Educacional Uninter.

Enem – Criado em 1998 pelo Ministério da Educação (MEC), o Exame Nacional avalia o desempenho do estudante e ajuda os participantes no acesso à educação superior, financiamento estudantil, desenvolvimento pessoal, além de promover melhorias na educação. O exame é aplicado em dois domingos e tem quatro provas objetivas, com 180 questões, além de uma redação. Neste ano, as provas ocorrerão nos dias 3 e 10 de novembro.

Fonte: ALEP