As explicações de Richa precisam ser convincentes


Foto: Orlando Kissner/ANPr

Depois da sabatina a que foi submetido na Gazeta do Povo, o ex-governador Beto Richa resumiu para a RPCTV os seus sentimentos sobre as denúncias que recaíram sobre Deonilson Roldo e Maurício Fanini, seus os amigos e assessores durante décadas, desde os tempos em que era vice-prefeito de Curitiba. Beto se disse envergonhado do comportamento de Fanini, o intelecto responsável por desvios na Educação que resultaram na Operação Quadro Negro. Sobre Deonilson, flagrado numa gravação em que tenta fraudar uma licitação biolionária, Richa diz que ele teve uma atitude reprovável, que espera explicações e que vai ficar muito frustrado se elas não forem convincentes. Quanto à afirmação de que sua campanha de reeleição recebeu recursos desviados pelo delator Eduardo Lopes de Souza, de quem foi chefe na época foi vice-prefeito e secretário municipal no início dos anos 2000, disse que são mentiras de um criminoso.

A opinião pública também espera que estas explicações do ex-governador sejam convincentes.

Fonte: Blog contraponto